segunda-feira, 23 de maio de 2016

Heresias cantadas: Com muito louvor - Cassiane

Por Ana Chagas

Em muitas igrejas é comum que um grupo ou mesmo um irmão ou irmã escute um hino e logo se agrade da melodia, dos arranjos, da voz do(a) cantor(a), do estilo do(a) cantor(a), enfim, e leve-o para o altar na igreja no momento do culto.
Já falei muito sobre isto aqui no Blog, mas reafirmo: precisamos ser mais cautelosos quanto ao que trazemos ao culto solene, primeiro porque será oferecido ao Senhor, e Ele só recebe o culto que o centraliza, onde a glória que lhe é devida não é usurpada, nem pelos que ofertam o louvor, nem pelas letras das músicas que são levadas perante Ele. E, em segundo lugar, porque o povo também é instruído por meio das letras dos hinos.

Hoje iremos abordar o hino "Com muito louvor", da Cassiane. Sei que muitos já escreveram sobre as questões presentes nesta letra, mas quero deixar a minha contrinuição também, não deixando de reconhecer que isto só é possível porque o Senhor nos deixou a Sua Palavra, que é lâmpada para os nossos pés e luz para o nosso caminho, e que é o nosso alimento.

1 - DEUS REJEITA ORAÇÃO? SIM, OU NÃO?

Desde os primeiros humanos que invocaram a Deus, lá na narrativa de Gênesis, Deus aceitava toda oferta? Por quê Ele rejeitou a oferta de Caim (Gênesis 4.3-7)? E na época da Lei sacrificial, por que Ele rejeitou a oferta daqueles que levaram fogo estranho à sua presença (Levítico 10.1-3)?
Cabe ainda outra observação: foi justamente na época da Lei sacrificial que Deus reprendeu a Israel através do profeta Isaías (Isaías 1.10-18), e diz com todas as letras que não aceita orações associadas a pecado e injustiça.
Não estou dizendo que nenhum pecador pode orar. Estou concluindo logicamente, diante da exposição das Escrituras que um pecador que se acomodou e se amoldou ao pecado, e que acha que está tudo bem, e que pode continuar orando e cantando, e que Deus aceitará isto como louvor, está gravemente enganado.
Já vi uma pessoa me dizer que não estava em comunhão com outra, mas que estava muito bem, e que de forma alguma havia perdido seu chão, tudo estava no lugar. Ou seja, esta pessoa naquele momento estava com a mente cauterizada quanto ao pecado e quanto à necessidade de arrependimento e perdão, para, só então, ter sua oração e seu culto aceito, como Jesus nos ensinou no Sermão do Monte (Mateus 5.23-24).

Além disso, Deus fala diversas vezes em Sua Palavra sobre atender ou não a oração que lhe é dirigida: 

É preciso deleitar-se no Senhor, ter nEle todo o seu prazer e plenitude de satisfação: Salmo 37.4 -  "Deleita-te também no Senhor, e te concederá os desejos do teu coração."

É preciso ter comunhão, aliança com Deus:  Jeremias 11.10-14: "Tornaram às maldades de seus primeiros pais, que não quiseram ouvir as minhas palavras; e eles andaram após outros deuses para os servir; a casa de Israel e a casa de Judá quebraram a minha aliança, que tinha feito com seus pais.
Portanto assim diz o Senhor: Eis que trarei mal sobre eles, de que não poderão escapar; e clamarão a mim, mas eu não os ouvirei.
Então irão as cidades de Judá e os habitantes de Jerusalém e clamarão aos deuses a quem eles queimaram incenso; estes, porém, de nenhum modo os livrarão no tempo do seu mal.
Porque, segundo o número das tuas cidades, são os teus deuses, ó Judá! E, segundo o número das ruas de Jerusalém, levantastes altares à impudência, altares para queimardes incenso a Baal.
Tu, pois, não ores por este povo, nem levantes por ele clamor nem oração; porque não os ouvirei no tempo em que eles clamarem a mim, por causa do seu mal." e Apocalipse 3.20:  "Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo."

É preciso um coração quebrantado e humilhado perante a sua faceMateus 15.22-28: "E eis que uma mulher cananéia, que saíra daquelas cercanias, clamou, dizendo: Senhor, Filho de Davi, tem misericórdia de mim, que minha filha está miseravelmente endemoninhada.
Mas ele não lhe respondeu palavra. E os seus discípulos, chegando ao pé dele, rogaram-lhe, dizendo: Despede-a, que vem gritando atrás de nós.
E ele, respondendo, disse: Eu não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel.
Então chegou ela, e adorou-o, dizendo: Senhor, socorre-me!
Ele, porém, respondendo, disse: Não é bom pegar no pão dos filhos e deitá-lo aos cachorrinhos.
E ela disse: Sim, Senhor, mas também os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus senhores.
Então respondeu Jesus, e disse-lhe: Ó mulher, grande é a tua fé! Seja isso feito para contigo como tu desejas. E desde aquela hora a sua filha ficou sã."  e Jonas 2.2: "E orou Jonas ao SENHOR, seu Deus, das entranhas do peixe. E disse: Na minha angústia clamei ao Senhor, e ele me respondeu; do ventre do inferno gritei, e tu ouviste a minha voz."

Observe o "SE"2 Crônicas 7.14:  "E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra."

Em suma: Há orações às quais Deus rejeita.

Ainda há outros fatores que ocorrem em relação à resposta da nossa oração: 

2 Coríntios 12.8-9 - Deus pode ouvir, e não querer atender, e responde com o "NÃO", como foi o caso de Paulo; 

1 Reis 3.5-14; 1 João 14-15 - Deus responde quando o orante faz a oração que Ele (Deus) quer ouvir, a qual corresponde à Sua Soberana vontade, como ocorreu com Salomão;  

Isaías 65.24 - Deus pode ouvir antes que clamemos (pois Ele nos sonda, conhece e pesa os nossos corações) e tem urgência em executar a Sua vontade, a qual ainda expressaremos (com palavras audíveis ou não, com lágrimas ou não, ou só com a mente e em lágrimas) na nossa próxima oração; 

Isaías 38.1-6 e Efésios 3.20 - Deus pode responder imediatamente e ainda superar aquilo que pedíamos;

Mateus 14.28-32 - Ele atende a oração daquele que se rende a Ele, mesmo que sua fé seja pequenina.

Nenhum comentário: