sexta-feira, 18 de abril de 2014

Só porque sou Gay ou bissexual me rotulam de PECADOR- Eis a reclamação de muitos.

Por Ana Chagas


O mundo, infelizmente, não pode ser um mundo sem rótulos, pois o pecado está impregnado na humanidade, em todas as épocas e culturas; e este pecado gera no interior do ser humano pensamentos maus e distorcidos acerca das outras pessoas e até mesmo acerca de Deus. O olhar de preconceito para com o outro, para com o diferente sempre haverá. Porém, há de se pensar, em meio a esta realidade, o que de fato pode ser considerado como um rótulo, e o que é verdade absoluta nestas afirmativas que a imagem acima traz.
Excetuando apenas as duas primeiras afirmativas, a imagem acima apresenta rótulos gerados por mero julgamento humano, o qual está sujeito a estar equivocado ou não, dependendo do caso. Porém, no que se refere a considerar o ser gay ou bissexual (falo, não de apenas saber que tem uma tendência, mas de viver na prática contínua e deliberada destas práticas) PECADO, não se trata de uma concepção humana, ou de um mero julgamento maldoso por parte de meros mortais, mas se trata de uma afirmação do próprio Deus. Se afirmarmos que tememos a Deus e que acreditamos na Inspiração das Escrituras Sagradas, devemos ser razoáveis e aceitar tudo quanto nela está escrito como verdade absoluta. Já não se trata de um rótulo, mas da revelação de como o olhar divino enxerga estas práticas. A Bíblia diz claramente que as mesmas são abominação, ou seja, são algo repugnante, algo de que Ele tem nojo, rejeita e detesta totalmente.
Leia o está escrito na Bíblia:
“Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; abominação é;” (Levítico 18:22);

“Quando também um homem se deitar com outro homem, como com mulher, ambos fizeram abominação; certamente morrerão; o seu sangue será sobre eles.” ( Levítico 20:13);
"E ainda: “Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda a impiedade e injustiça dos homens, que detêm a verdade em injustiça.
Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou.
Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis;
Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu.
Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos.
E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis.
Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si;
Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém.
Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza.
E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro.
E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm;
Estando cheios de toda a iniquidade, fornicação, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade;
Sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e às mães;
Néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia;
Os quais, conhecendo o juízo de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem.” (Romanos 1:18-32).

NOTA:
O fato de eu afirmar biblicamente que ser gay é pecado, não significa que estou destacando o homossexualismo como sendo um pecado maior ou menor que tantos outros pecados que comete-se ferindo a santidade de Deus; pecado não se mede; porém a maneira que Deus permite a recompensa sobre cada pecado é outra questão. Mas podemos afirmar que existe a lei da semeadura, aquilo que o homem plantar, isto colherá, ou ceifará.
Leia o que diz o texto:

"Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará. Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna." (Gálatas 6:7-8). 
Todos nós já nascemos pecadores e portanto condenados ao inferno por causa do pecado original. E, por sermos pecadores, também vivemos na prática do pecado, em rebelião para com O Deus Santo e Todo-Poderoso, o qual mantém sobre nós a sua justa ira; a qual só é retirada de sobre nós mediante o sacrifício de Seu Filho na Cruz; aquele ato definitivo que abriu para nós o caminho para a comunhão perdida desde o Jardim do Édem. 
Quando somos regenerados pela ação do Espírito Santo, somos salvos da ira de Deus, e, em consequência desta dádiva, somos livres do inferno, e da segunda morte, que é quando até o inferno será lançado com o Diabo, seus anjos (demônios) no Lago de Fogo e enxofre, onde haverá pranto e ranger de dentes ETERNAMENTE: 

"Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos que se prostituem, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte." (Apocalipse 21:8).

Portanto, todos aqueles que se encontram na prática do pecado, sejam pecados visíveis ou invisíveis aos olhos humanos; mas diante dos olhos de Deus, de cuja presença ninguém jamais pode se esconder (Salmo 139), devem chegar-se a Deus URGENTEMENTE, cair aos seus pés arrependidos, pedindo perdão e clamando pela misericórdia do Senhor sobre suas vidas, antes que não haja mais oportunidades.

"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu Filho Unigênito para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha vida eterna." (João 3.16)

 

terça-feira, 8 de abril de 2014

TETELESTAI- ESTÁ CONSUMADO! ESTÁ PAGO! (João 19.30 e Efésios 1.3-7)

Por Ana Chagas



Hoje iremos refletir  um pouco acerca do texto da carta de Paulo aos Efésios1. 3-7, trazendo também à memória o significado da palavra dita por Jesus em seus últimos segundos de vida na cruz: "Tetelestai!", ou seja, "Está consumado" (João 19.30). Uma palavra curta, porém, impregnada de um profundo significado para a vida dos eleitos de Deus!

João 19.30: "E, quando Jesus tomou o vinagre, disse: Está consumado. E, inclinando a cabeça, entregou o espírito."

Efésios 1.3-7:  "Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo; Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor;E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade,Para louvor da glória de sua graça, pela qual nos fez agradáveis a si no Amado, Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a remissão das ofensas, segundo as riquezas da sua graça,"

VERSÍCULO 3- OS ELEITOS DE DEUS já foram abençoados com bênçãos espirituais nos lugares celestiais, por meio de Cristo, desde a eternidade;

VERSÍCULO 4- Foram ELEITOS nEle antes mesmo que o mundo existisse (oh, glória!), com o propósito de serem irrepreensíveis diante dEle em amor para o louvor de Sua glória! Ou seja, não foram salvos para seu próprio bem-estar apenas, mas, primeiramente para serem filhos que dão prazer ao Seu Pai por viverem uma vida de obediência e amor a Ele e a consequência deste amor e obediência a Ele, é gerado neles o amor e a compaixão pelo próximo, o que os leva a cumprir a sua missão no mundo como Igreja do Senhor; que vive a Palavra e a dissemina pela face da terra, até seus confins;

VERSÍCULO 5- ELES FORAM PREDESTINADOS para serem irmãos de Jesus Cristo por adoção; agora não são mais seus inimigos por causa da queda desde Adão, mas FILHOS amados dEle, a quem podem chamar de PAIZINHO QUERIDO pois o Espírito Santo que agora habita em seus eleitos, os assegura da vida eterna e os conduz a uma vida de Paz, sabendo que não são mais escravos do pecado, mas livres em Cristo Jesus, propriedade exclusiva de Deus, das mãos de quem ninguém os poderá arrebatar! (Glória a Deus!). E o que Deus fez por eles, o fez pela Sua vontade perfeita, e não por méritos deles. Pois, se dependesse dos méritos deles, jamais se achegariam novamente a Deus; pois o pecado (cometido em Adão) fez um grande abismo entre eles e Deus. E a única solução seria um que pagasse pela dívida de todos eles. Mas não poderia ser alguém dentre eles, porque todos pecaram. Mas Deus sendo rico em misericórdia, enviou seu próprio Filho, O qual a si mesmo se entregou, deixando a sua glória, humilhando-se encarnando, nascendo de mulher, mas por obra do Espírito Santo, e sendo como um deles, sendo tentado como todos eles, porém, sem jamais ter caído em pecado algum. E somente por isso, Ele era exatamente O ÚNICO QUE PODERIA NOS SUBSTITUIR DIANTE DO DEUS SANTO E JUSTO. Como João Batista disse: "Este é O CORDEIRO DE DEUS QUE TIRA O PECADO DO MUNDO". Sim! Ele é este cordeiro, aceito pelo Pai como sacrifício puro e perfeito, e acima de tudo, o sacrifício definitivo, não restando mais nada a ser pago.

VERSÍCULOS 6 E 7- JESUS pegou o escrito de dívida que constava contra nós diante do pai e o encravou lá naquela rude cruz; ou seja, Ele o pagou; tornando os eleitos agora aceitáveis aos olhos do Pai. Quando O cordeiro, Jesus Cristo, antes de morrer, afirmou: "Tetelestai!" ou seja "Está consumado!", Ele estava exatamente afirmando isto: "O preço foi pago!" (Aleleuia!). No mesmo instante, lá no Templo, o véu que separava o LUGAR SANTO do SANTO DOS SANTOS, se rasgou de alto abaixo, simbolizando que agora, após o sacrifício de Cristo, já não há necessidade de sacrifícios rituais de animais como era realizado pelo povo de Israel, mas agora, não apenas o povo de Israel, mas também pessoas de todas as nações poderiam render-se a Cristo e serem limpos e ter sua comunhão restaurada com Deus pelo Seu precioso sangue! Agora, em Cristo, os eleitos são agradáveis aos olhos de Deus; pois, antes de olhar para aqueles que antes estavam perdidos, miseráveis pecadores, os olhos do Pai vêem primeiro Seu Filho e contemplam diante de Si o Cordeiro perfeito, que foi morto e em seguida ressuscitado pelo Seu Pai mediante ação do Espírito Santo, O qual tanto foi o sacrifício, quanto o holocausto em nosso lugar. E, somente pelo fato de olhar para estes pecadores através de Seu Filho, Deus os aceitou, desde a eternidade (dimensão atemporal/ espiritual), e os vê como agora são, não apenas na eternidade, mas na própria história temporal destes homens! Que, em Cristo, agora são: regenerados pelo Espírito Santo, convertidos, arrependidos e em pleno processo de santificação, o qual prossegue ininterrupto até a plenitude da santidade, que se dará na glória com Ele, no desfecho da glorificação do Filho, a saber, a sua volta com poder e grande glória nas nuvens!

Glória a Deus! Eu sou um destes miseráveis pecadores alcançados e redimidos por preço tão alto que ninguém na face desta terra poderia pagar!
 

terça-feira, 1 de abril de 2014

E quem merece ser estuprada?

Em pleno século XXI, uma pesquisa divulgada pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) revela que a maioria da população brasileira atribui à maneira como as mulheres se vestem a culpa por serem estupradas.

Segundo dados colhidos na pesquisa, se as mulheres soubessem se comportar, haveria menos estupros. O instituto entrevistou 3.810 pessoas, sendo 66,5% mulheres. Portanto, não se trata de uma opinião predominantemente masculina. Cerca de 65% dos entrevistados concordaram com a afirmação que dizia que a mulher que usa roupa que mostra o corpo merece ser atacada.

A divulgação da pesquisa teve repercussão imediata, principalmente nas redes sociais. Páginas foram criadas convocando as mulheres para protestarem. Muitas posaram nuas, cobrindo os seios com placas que diziam "Eu não mereço ser estuprada".

Apesar dos inúmeros protestos, o segmento evangélico se manteve indiferente ao clamor popular com raríssimas exceções. Seu silêncio parece indicar seu apoio à constatação da pesquisa. Alguns chegam a declarar que se ao menos as mulheres se vestissem como as evangélicas, de maneira modesta e decente, o número de estupros seria drasticamente reduzido.

Foram declarações como estas foram o estopim de deflagrou a onda de protestos no Canadá em 2011 que tornou-se conhecida como Marcha das Vadias e se espalhou pelo mundo afora.

Será que as Escrituras têm algo a dizer sobre isso? A culpa do estupro deve recair sobre a mulher?

Há uma passagem que relata o encontro de Deus com o Seu povo através de uma interessante alegoria. Confira:

"E, passando eu junto de ti, vi-te, e eis que o teu tempo era tempo de amores; e estendi sobre ti a aba do meu manto, e cobri a tua nudez; e dei-te juramento, e entrei em aliança contigo, diz o Senhor DEUS, e tu ficaste sendo minha. Então te lavei com água, e te enxuguei do teu sangue, e te ungi com óleo. E te vesti com roupas bordadas, e te calcei com pele de texugo, e te cingi com linho fino, e te cobri de seda. E te enfeitei com adornos, e te pus braceletes nas mãos e um colar ao redor do teu pescoço. E te pus um pendente na testa, e brincos nas orelhas, e uma coroa de glória na cabeça. E assim foste ornada de ouro e prata, e o teu vestido foi de linho fino, e de seda e de bordados; nutriste-te de flor de farinha, e mel e azeite; e foste formosa em extremo, e foste próspera, até chegares a realeza." Ezequiel 16:8-13

O texto indica que além de estar completamente nua, ela parecia se insinuar, daí a expressão "tempo de gentleman que é, Ele se aproxima, estende sobre ela o seu manto, cobre sua nudez, e pede-a em casamento. Deus a trata como uma dama. Restitui sua dignidade. Cobre-a de presentes caros. Para só então, conhecê-la como sua mulher.

Qualquer outro a encontrasse naquele estado se aproveitaria. E se ela demonstrasse estar a fim, não seria tecnicamente um estupro. Mas o que Deus faz?

Creio ser este o padrão que deveria ser seguido pela sociedade em geral. A mulher deve ser valorizada. Tratada como alguém especial, e não como algo prestes a ser usado e depois descartado.

Não se pode exigir que as mulheres se vistam hoje como antigamente. Os tempos são outros. As mulheres conquistaram sua autonomia. Por isso, além de amadas, devem ser respeitadas. E o respeito que merecem nada tem a ver com o comprimento de suas saias, nem com a cavidade do decote, nem com a transparência de suas roupas, ou com a sua maquiagem.

Devemos ir além da literalidade do texto. "Cobrir a nudez" significa atribuir-lhe dignidade. A pior nudez não é a ausência de roupas ou mesmo o uso de roupas sumárias. A pior nudez é a privação da honra e o não reconhecimento de seu valor.

Portanto, quem deve ser culpado por um estupro, senão o próprio estuprador? Quando tomado por sua obsessão, o estuprador não respeita nem o hábito de uma freira. Aliás, quanto mais roupa cobrir o corpo da mulher, mais perversa será a imaginação do tarado.

Tratemos as mulheres como Cristo as trataria, independente da censura que sociedade lhes impõe. Mesmo beijado ostensivamente por uma mulher considera de vida fácil, Jesus não se aproveitou dela, antes, saiu em sua defesa, contrariando até alguns de seus discípulos.


Por: Hermes C. Fernandes

Fonte: Genizah