domingo, 21 de outubro de 2012

O pecado da homossexualidade

Ana Chagas
A homossexualiadade é apenas uma falha genética?
Assista este vídeo e em seguida leia o que tenho a dizer acerca dele, à luz da Bíblia:

http://www.youtube.com/watch?v=Gn0R-gb9SMc&feature=colike



Embora os argumentos científicos pareçam convincentes àqueles que supervalorizam apenas a razão e a Ciência; eu prefiro continuar colocando acima de quaisquer opiniões, a Verdade absoluta da Palavra de Deus, pois minhas conclusões são baseadas, em primeiro lugar na Revelação inspirada, rejeitada por todos estes que tentam explicar seus desvios pecaminosos apenas sob o norte científico. Além disso, os exemplos dados acerca de animais irracionais não se podem comparar ao que acontece com o ser humano, o qual tem um grande diferencial, porque não dizer, dois:
1) Ele é à imagem e semelhança de Deus, embora muitos que estão mortos em seus pecados a tenham de forma ofuscada, mas a têm; ele tem um espírito, o qual prestará contas a Deus por tudo quanto viveu aqui, se suas obras foram boas ou más (Mt 16.27).
2) Somos racionais, Deus nos dotou de plena consciência e de um senso comum acerca da verdade de que há um ser soberano que nos criou ao qual devemos obediência, mesmo que não lhe obedeçamos. Não somos meros animais que são guiados meramente pelo instinto, mas somos racionais também; sabemos muito bem o que estamos fazendo, embora pareça ser muito bom, mas este senso nos traz à memória de que algo está errado; então vem todo o sistema que tem sido treinado para justificar o pecado da humanidade e seus erros absurdos contra a santidade de Deus e fazer com que o homem, ao invés de arrepender-se de seus erros, passe agora a culpar o próprio Deus por tê-los criado assim ou assado.

A Bíblia diz que Deus, ao criar a natureza disse que era bom; mas ao criar o homem com suas próprias mãos disse que era MUITO BOM. Tudo Ele fez perfeito; porém o homem pecou e caiu; devido esta queda o homem, desde a época de Adão, foge da presença de Deus e busca desculpas para o seu pecado (Gn 3.12-13). Após a queda no Édem, todos os homens (homem ou mulher) passaram a estar mortos em seus pecados, ou seja, não há vida espiritual neles, Deus os entregou à uma disposição mental para a prática do pecado, ou seja, enquanto estão na morte espiritual, vão de mal a pior, pois estes só desejam o que agrada a sua carne pecaminosa (Leiam Romanos 1.18-26). O problema é que alguns utilizam este texto de Paulo para dizer que Deus mesmo trouxe ao homem esta disposição para a homossexualidade, isolando apenas este pecado no texto. Esta referência diz o seguinte: "[...] Pois eles mudaram a verdade de Deus em mentira, adorando a criatura no lugar do criador, o qual é bendito eternamente, amém! Por causa disso, os entregou Deus a paixões infames; porque até as mulheres mudaram o modo natural de suas relações íntimas por outro, contrário à natureza; semelhantemente, os homens também, deixando o contato natural da mulher; se inflamaram mutuamente em sua sensualidade, cometendo torpeza, homens com homens, e recebendo, em si mesmos, a merecida punição do seu erro." A questão é que se esquecem de que não podem isolar apenas os versículos 24 a 26, mas devemos continuar a leitura nos versículos seguintes, onde fica bem claro que, não apenas este pecado, mas também todos os outros que são listados foram e são consequência da desobediência, da rebeldia do ser humano, da sua resposta negativa a Deus mesmo mediante tão grande revelação, que foi a vinda do seu Filho. O versículo 28 diz que, “Por haverem desprezado o conhecimento de Deus, o próprio Deus os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem coisas inconvenientes,  cheios de toda injustiça, malícia,avareza e maldade; possuídos de inveja, homicídio, contenda, dolo e malignidade; sendo difamadores, caluniadores, aborrecidos de Deus, insolentes, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais, insensatos, pérfidos, sem afeição natural e sem misericórdia. Ora, conhecendo eles a sentença de Deus, de que, são passíveis de morte (morte espiritual eterna- distantes de Deus eternamente) os que tais coisas praticam, não somente as fazem, mas também aprovam os que assim procedem." (Rm 1.28-32) Observemos o que diz o texto:
1) A consequência da desobediência a Deus e rejeição à sua revelação (Cristo) os homens em geral passaram a estar predispostos a todo tipo de imundícia, inclusive a homossexualidade.
2) Deus não "colocou" o pecado no homem; o homem fez esta escolha em Adão, quando, enganados pela serpente, desejaram ter o mesmo conhecimento que Deus tinha, iludidos pela ideia atrativa do que aquele fruto lhes traria consumaram a desobediência; pois tinham consciência da ordem explícita de Deus havia dito: "De todos os frutos comereis, menos deste." (Gn 3.3);
3) O homem permanecerá sob o domínio do pecado, seja ele qual for, a não ser que seja alcançado por Deus e receba uma nova vida em Cristo.
Se este pecado da homossexualidade ainda o domina, ele, de fato, ainda não nasceu de novo em Cristo. Porém, se ele foi justificado por Cristo por meio da justificação (2 Coríntios 5.17) ele pode até viver em constante guerra contra esta tendência, pois ainda está no corpo desta carne pecaminosa; mas, em Cristo, e cheio do Espírito Santo, o qual nos religa a Deus no ato da regeneração, ele poderá suportar, poderá vencer esta tendência dia após dia, tendo a cada dia uma vitória, para a glória de Deus. Pois no momento em que fazemos morrer a nossa carne neste processo de santificação, obtemos renovo da parte de Deus, o qual diz: "Não veio sobre vós tentação alguma que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar.” (1 aos Coríntios 10.13) E ainda diz: "Continue o injusto fazendo injustiça, continue o imundo ainda sendo imundo; o justo continue na prática da justiça, e o santo continue a santificar-se." (Apocalipse 22.11- falando do final de todas as coisas- da segunda vinda de Cristo).
Estes argumentos de que a pessoa pode nascer com a tendência pode ter base bíblica no sentido do texto que citei de Romanos 1, de que o ser humano já nasce contaminado pelo pecado original e que, por isso, está propenso a desenvolver todo e qualquer tipo de desvio moral, ou seja, quaisquer tipo de pecado, pois é no coração do homem que se gera o pecado, ele o traz à tona ou não, é uma questão que ele tem que responder: Quem é o seu Senhor? Quem é que o domina? É o Pecado? Ou é Deus, por meio do conhecimento e prática da sua Palavra e seus ensinamentos que, se somos de fato dele, nos trarão vida? Jesus nos diz: "Ninguém pode servir a dois senhores [...] Não podeis servir a Deus e às riquezas." (Mt 6.24) Baseado no que Jesus falou, a pergunta é: Qual tem sido a nossa riqueza? O que tem tido lugar principal em nosso coração? É o nosso desejo carnal que tem que ser satisfeito a todo custo, por breves momentos e que podem me levar ao inferno; ou é o Senhor Jesus, que nos convida a morrer a cada dia e ao final, estar com ele eternamente?
A questão não é se a homossexualidade é mais além de uma simples opção, mas sim, que o permanecer no pecado foi a opção que o homem escolheu ao rejeitar a Deus e a tudo que se refere a Deus, está escrito no texto de Romanos que citei acima. E o homem ou mulher que está caído, sob o domínio deste pecado especificamente ou de outros pecados citados no texto só ocorrerá mediante a regeneração. Ele ou ela estarão livres do domínio do pecado, embora, ainda estejam na presença deste pecado, ou seja, sendo tentados por ele todos os dias, até que Cristo venha ou que venham a dormir em Cristo.
Peço a Deus que alcance todos os pecadores que ele tem escolhido para o seu rebanho, sejam eles homossexuais ou que estejam escravizados por tantos outros pecados, e os liberte do poder do pecado, o qual faz os que praticam e os que aprovam estas práticas a buscarem cada dia mais desculpas para os seus erros. Deus nos abençoe!

Um comentário:

António Jesus Batalha disse...

Ao passar pela net encontrei o seu blog , que me chamou à atenção li a primeira postagem e folhe-ei mais lagumas, é um blog feito com muito entusiasmo, e dedicação, gostei do conteúdo e quero deixar os meus parabéns, quando encontro um blog bom deixo sempre um comentário e um convite.Ficarei grato se me der a honra da sua visita no meu blog O Peregrino E Servo. Se desejar seguir eu sempre vou retribuir seguindo seu blog também.
Sou António Batalha, portugues e cristão evangelico. Deixo a minha benção, e a paz de Jesus.
PS.Ao seguir meu blog faça-o de forma a que eu possa encontrar o seu blog, para que possa segui também.