quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Chuvas no Rio- A catástrofe se repete e o número de mortos já ultrapassa 873. Saiba como ajudar!

É lamentável tudo o que está acontecendo na região serrana do Rio e também em algumas partes de São Paulo. As enchurradas devastaram tudo, dizimaram famílias e deixaram não poucos enlutados. Segundo dados atualizados sobre a catástrofe no Rio de Janeiro, já chega a mais de 873 mortos já registrados oficialmente. Além de outros corpos que já estão sendo encontrados e muitos outros que ainda estão soterrados debaixo dos escombros.
Era uma tragédia anunciada...? Talvez. Pois todos sabem que aquela região é de risco, mas as autoridades governamentais não tomam a tempo uma providência efetiva, algo que dê àquelas famílias que vivem naquela região maior segurança de moradia, procurando construir habitações populares em locais mais seguros e retirando estas pessoas dessas áreas. Não basta técnicos chegarem no local e simplesmente dizerem, saiam, vocês estão correndo risco de vida. Pois, para onde vai toda essa gente? Vão sair para viver pelas calçadas? Há um plano de emergência eficaz? Deveria haver um plano emergencial, de acordo com o modelo australiano, como vi e ouvi em um telejornal. Seria a melhor saída, ou pelo menos minimizaria os estragos e o número de pessoas vitimadas e enlutadas. Achei muito interessante.

É necessário que se tomem providências significativas o mais rápido possível. E isso não é novidade; a época de buscar estas soluções é antes das chuvas, e não depois que os desastres começam. Deus tenha misericórdia do nosso País!
Infelizmente vemos, digo num sentido amplo da palavra, alguns políticos correndo atrás de aprovar aumento em seus salários, enquanto não têm agido na prevenção das calamidades que ameaçam a segurança destas pessoas. Isto é uma vergonha para o nosso País! E o que falo aqui não é "procurar culpados", mas é falar do que é óbvio e patente, primeiro aos olhos do próprio Deus, e depois, de todos aqueles que sobrevivem sob o descaso neste País.

Não moro no Rio nem em São Paulo; mas a Bíblia diz que devemos chorar com os que choram; e esta é uma ocasião em que tenho que chorar com estas famílias, não apenas eu, mas todos aqueles que se consideram cristãos, que dizem que amam o próximo. E devemos não apenas chorar com eles, mas provurar ajudá-los no que estiver ao nosso alcance. Mesmo que eu não tenha muitas condições para intervir, mas tenho algo precioso que é a minha voz. Posso conclamar as autoridades do nosso País a que se coloquem no lugar dessas vítimas, destas famílias agora em luto, dessas famílias que perderam o norte, o teto, o chão, o aconchego dos seus amados familiares, enfim, que estes governantes pensem e ajam com antecedência antes que haja mais vítimas. Posso também conclamar a todos que se unam em prol destas pessoas que necessitam de praticamente tudo.

Sabemos que o planeta está cada dia mais afetado; a natureza apenas responde ao que homens gananciosos e inconsequentes têm feito (fábricas e grandes indústrias daqui e dos demais Países que poluem e devastam o planeta); todos querem crescer, enriquecer, tornar seus nomes conhecidos, no entanto, retiram da natureza sem quaisquer critérios, e pouco ou quase nada devolvem a ela. São raras as Empresas que têm investido em reflorestamento, poucos dão importância ao estrago que estão causando de forma invisível aos olhos humanos cujas consequências são terríveis e visíveis aos olhos de todo o mundo, como estamos vendo mais uma vez com esta catástrofe natural.

Acordemos! O planeta pede respeito! E estas famílias também merecem respeito e cuidado por parte das autoridades, autoridades estas que foram instituídas por Deus e que receberam Dele a oportunidade e responsabilidade de cuidar delas, mas, infelizmente, quando chegam lá, muitos vão simplesmente empurrando com a barriga. Mas isto é uma prioridade, não é algo supérfluo. Acordemos!
Leia Mais:
Registro de quando ocorreu a mesma coisa no ano passado (em 2010)

msn notícias sobre esta catástrofe

Assista e divulgue este vídeo, em sua descrição no You tube também há a lista dos endereços para onde devem serlevadas as doações (S.O.S. Rio)
Vídeo sobre a Tragédia na região Serrana do Rio de Janeiro

Nenhum comentário: