terça-feira, 20 de outubro de 2009

Adorando a Deus sem reservas: Somos templo do Espírito Santo!


TEXTO: II Cr 33.1-7

Quando lemos os Livros de Reis e as Crônicas dos reis de Israel e de Judá, podemos encontrar várias vezes a expressão: “E FEZ O REI... O QUE ERA MAU AOS OLHOS DO SENHOR”; pelo fato de que alguns deles se desviaram do propósito que Deus havia traçado para a vida de adoração do seu povo; povo este, escolhido para refletir a sua luz para todos os outros povos da terra. Lemos também, muitas vezes: “E SE ARREPENDERAM E NA SUA ANGÚSTIA CLAMARAM AO SENHOR.”
Manassés começou a reinar sobre Jerusalém com doze anos de idade; e fez então o que era mal aos olhos do Senhor; tornando a edificar os altos que Ezequias- seu pai havia derribado; edificou altares na casa do Senhor, da qual o Senhor tinha dito: “Em Jerusalém estará o meu nome eternamente"; pôs também uma imagem esculpida, o ídolo que tinha feito, na casa de Deus, da qual Deus tinha dito a Salomão, seu filho: “Nesta casa, em Jerusalém, que escolhi dentre todas as tribos de Israel, porei eu o meu nome para sempre.”

Trazendo este fato para o nosso contexto atual, podemos constatar que muitas vezes estamos como Israel e muitos dos seus reis, porque nos distanciamos da verdadeira adoração ao Senhor. Ele é Santo e deve ser adorado e servido com total exclusividade pelos que se intiltulam seus servos, por várias razões:

1. Somos Templo de Deus (Jo 4. 20-24)- Devemos adorá-lo em espírito e em verdade: sendo fiéis; (I Co 3.16-17)- o templo (NÓS) é santo, separado para Deus).

2. Somos propriedade exclusiva de Deus (Tg 4.5; I Pe 2.9)- o Espírito Santo que habita em nós tem ciúmes; devemos impedir que algo ocupe o trono que pertence Deus em nosso coração.

3. Devemos fidelidade a Deus, às vezes, até inconscientemente, temos levantado altares estranhos no Templo de Deus-nosso coração (II Co 6. 15-16)- Pode ser o nosso EGO- a supervalorização das nossas vontades, anseios e realizações; admiração soberba ao que sabemos ou fazemos, esquecendo- nos que tudo veio de Deus (At 17.28): devemos ter cuidado com a Síndrome de Lúcifer (Sugestão de leitura: “A Síndrome de Lúcifer- Caio Fábio D'Áraújo); ou ainda o materialismo- quando desejamos de forma desenfreada o TER, a ponto de pecarmos, sendo negligentes, abrindo mão do essencial pelo supérfluo para obtermos o que queremos, levando muitas vezes a conseqüência de sofrimento não apenas para nós mesmos, mas também para aqueles que nos cercam; às vezes também temos idolatrado àqueles que são canais dos quais Deus se utiliza para nos abençoar ao invés de adorarmos abençoador. Há crentes que idolatram pregadores, cantores, ou ainda tal Círculo de Oração- pensando que Deus só está e age se for em determinado lugar. Pode ser ainda bandas famosas; nosso próprio grupo de louvor, etc.), ou ainda idolatrar a bênção recebida ao invés de adorarmos Aquele que nos deu a bênção (Ex. idolatramos o nosso trabalho, a nossa profissão, a casa em que moramos, etc.) Devemos ter cuidado e refletir se temos deixado de dar glória a Deus em seu Templo dentro de nós.


O rei Manassés se arrependeu após ter sido levado cativo à Babilônia, clamou ao Senhor a tempo de poder achá-lo (II Cr 33. 11-16). Devemos nos arrepender, derrubar estes altares dentro de nós e restaurarmos o altar do Senhor, que diz: “Eu sou o Senhor; este é o meu nome; a minha glória, pois a outrem não darei, nem o meu louvor às imagens de escultura.” (Is 42.8). Às vezes Deus nos permite vivermos circunstâncias das mais adversas, para que nos voltemos a Ele e à Sua Palavra; para que façamos uma análise de onde caímos de onde erramos e nos dá a oportunidade de arrependimento e nos abençoa com o seu perdão (Ap 2. 4-5).

Façamos esta reflexão acerca do Templo de Deus que somos nós e, se porventura há altares estranhos onde deveria haver apenas um altar, e este, ao Senhor nosso Deus.
Ele está pronto a nos perdoar e nos ajudar a restaurar o seu altar em nós através do seu Espírito Santo. “Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.” (Is 55.6)

Um comentário:

José P.Nercelhas Júnior disse...

Olá, Saudações em Cristo Jesus. Verdadeiramente meu coração se encheu de alegria em reconhecer o empenho e a vontade de levar a Palavra Genuína de Jesus Cristo, adiante.Continue sempre assim, Adorando e servindo ao Único e Verdadeiro Deus grande será o vosso galardão. Se puderem visitem meu blog, lá também encontrarão Boas Palavras e coisas bacanas.
Sinceros votos de saúde e Paz.
http://feeticaecidadania.blogspot.com