segunda-feira, 18 de abril de 2011

A verdadeira Religião


A Bíblia é a nossa única regra de fé e prática; é a Verdade que procede da boca de Deus. Devemos buscar nela as respostas para muitas das nossas indagações e utilizá-la como bússola para o nosso viver diário.
Há, porém, coisas que Deus quis revelar aos homens, e há mistérios que pertencem apenas a ELE, por isso, aquilo que não está revelado, não podemos acrescentar à nossa pregação; pois é assim que se constitui uma heresia. Tenhamos muito cuidado quando tratamos acerca da Palavra de Deus. Leia: Deuteronômio 29.29

COMO RECONHECER UMA HERESIA?

* Para reconhecermos uma heresia, é necessário, primeiramente, que tenhamos um amplo conhecimento da Palavra de Deus; pois, do contrário, não estaremos aptos a fazer tal julgamento (Mt 22.29b; Sl 119.11). Aquele que tem a "sua casa" edificada sobre a rocha-que é Cristo, nenhum vendaval a poderá derrubar. Isto significa que aquele que realmente tem intimidade com a Palavra de Deus, ao ouvir ou ler uma heresia, automaticamente a reconhecerá. Uma pessoa que tem conhecimento da Palavra,como disse o Apóstolo Paulo; não será levado de um lado para o outro por todo vento de doutrina (Ef 4.14-15; lembrando que os ventos de doutrina não estão apenas fora das paredes das igrejas,mas muitas vezes também dentro dela. muitos que se dizem cristãos, pastores evangélicos, estão subindo aos púlpitos levando palavras heréticas, que não comungam com a Palavra de Deus. Há muitos que tem enfatizado em suas pregações um Evangelho de prosperidade, de vida boa, sem cobrança alguma acerca de arrependimento, confissão e perdão; apenas pregando "Bênção e vitória". Mas nós entendemos que o Verdadeiro Evangelho é aquele que humilha o homem e exalta a Deus.O Verdeiro Evangelho é aquele que prega a Pura Verdade da Bíblia, sem omitir trechos onde ela mostra ao homem que a sua maior necessidade não é o dinheiro ou bens materiais que ele possa conquistar aqui neste mundo; mas a sua maior necessidade é o resgate da sua alma da morte e do inferno. Há outros que tem agregado na Liturgia dos seus "cultos a Deus", práticas que não condizem com a Santa Bíblia e que ferem a sua Verdade, como: levar para a igreja a roupa de um parente ou de outrem; pôr um lencinho no bolso para proteger-se,fitinha no pulso; caminho de sal grosso, documentos de Identidade, copo com água sobre a TV ou Rádio;enfim, práticas que vieram de antepassados por tradição. Estas práticas, digo isto sem titubear: mostram que é necessário quebrar as falsas tradições e voltarmos ao que é verdaderamente cristão; pois muitos estão trazendo para dentro da Igreja, rituais, os quais eram praticados no Espiritismo desde a antiguidade. Mas devemos atentar para o que a Bíblia nos narra acerca disto:(Mt 8.5-13; Hb 11.1;Jo 20.28)
No texto de Mateus, lemos a narração acerca do Centurião de Cafarnaum. Aquele homem deixara o seu criado doente, paralítico e atormentado. Porém, quando aquele homem chegou até Jesus e viu que Jesus estava interessado em abençoar-lhe, creu de tal forma, que disse não ser digno da visita de Jesus, mas que bastaria uma só Palavra da sua boca, e o seu servo ficaria são. Em Hebreus 11.1 lemos que a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não veem. A nossa fé não pode, de forma alguma estar baseada em coisas que podemos pegar e sentir que é algo material, que ocupa um lugar no espaço; mas deve estar firme em Deus. Pecisamos compreender que não é com coisas vãs que se consegue algo da parte de Deus, mas é exercendo a fé, seguida de obediência a Ele, que fará com que as suas ricas bênçãos nos acompanhem.

* É necessário ter uma vida de profunda comunhão com Deus; pois, sem a unção de Deus sobre as nossas vidas, em vão seria todo o nosso conhecimento; as coisas espirituais se discernem espiritualmente, e não apenas através do conhecimento (I Co 2.14; Hb 5.111-14).

COMO RECONHECER SE UMA SEITA QUE SE AUTODENOMINA RELIGIÃO É BASEADA EM HERESIA?

* Toda seita que, mesmo se autodenominando Religião que não é pautada na Verdade da Palavra de Deus e que é fundamentada sobre novas revelações que não estão pautadas pela Bíblia constitui uma falsa Religião; pois fere a verdade da Palavra de Deus.

COMO RECONHECER A VERDADEIRA RELIGIÃO?

* A verdadeira Religião é Baseada na Pura verdade da Boca de Deus- A Bíblia Sagrada, sem que esta tenha sido adulterada, isto é, modificada (Dt 4.2; Ap 22.18). É verdadeiramente seguidora da doutrina dos Apóstolos, sem se desviar segundo os seus próprios interesses ( Mt 15. 13-14; At 2.42-47).
Se alguém vier até nós pregando alguma doutrina, algum outro Evangelho que não seja da própria Bíblia, a qual contém 66 Livros: 39 no Antigo Testamento e 27 no Novo Testamento (Não entram nesta contagem, portanto, os Livros apócrifos- aqueles que não são reconhecidos como inspirados pelo próprio Deus) não poderemos dar ouvidos a esta pregação, pois com certeza estaremos dando ouvidos a heresias.

*A verdadeira Religião prega o verdadeiro Evangelho, mostrando o Evangelho que Cristo nos trouxe, quando diz: “Aquele que quer vir após mim, tome a cada dia a sua cruz e siga-me”. Muitos tem pregado por aí apenas um Evangelho que afirma que as pessoas vão parar de sofrer, quando Jesus nos diz que o Filho do Homem-ELE, não tinha nem sequer onde reclinar a cabeça. Lemos a história de homens que foram bênçãos nas mãos de Deus, no entanto, não tinham onde morar e morreram por enfermidade, como é o caso do Profeta Eliseu. O fato de eu prosperar ou não materialmente, está na mão de Deus, Ele é o dono de tudo e reparte como quer, com quem quer. Ele faz nascer o sol sobre os justos e também sobre os injustos.

Muitas vezes nos esquecemos que a prosperidade de uma pessoa não se resume à sua conta bancária "gorda", seus talões de cheque e a uma pilha de cartões de crédito que ostenta, a uma mansão, casa na praia, no campo, sei lá mais onde; mas, principalmente, a prosperidade está em sua vida espiritual. Uma pessoa pode até ter tudo aqui neste mundo, materialmente falando, mas, se não tiver uma vida genuína em Deus, com Deus e para Deus, esta pessoa está miserável e nua neste mundo. O tipo de Evangelho que muitos pregam por aí nos dias de hoje, não passa de um Evangelho Antropocêntrico, um Evangelho onde se procura agradar aquele que ouve e assim, atrair multidões.

* A verdadeira Religião não tem como objetivo o enriquecimento próprio, mas busca a comunhão e o repartir o pão ( At 2.42) O Senhor diz na Sua Palavra: "Trazei os dízimos e ofertas à casa do tesouro, para que não falte mantimento na minha casa..." (Ml 3.10 a)
Muitos,porém, tem tentando barganhar com Deus; ofertando com a motivação errada ("Eu vou entregar o Dízimo para Deus fazer tal coisa por mim."); alimentando expectativas acerca do que irão receber de Deus em troca da oferta que está dando. E quando aquilo que esperavam não acontece, então vem a frustração; ficam se perguntando: "Onde estão as promessas de Deus?" Jamais pararam pra pensar que não é dessa forma que devemos nos relacionar com Deus; mas que devemos simplesmente obedecê-lo e buscar em primeiro lugar o seu Reino e a sua justiça, e as demais coisas nos serão acrescentadas.
Um trecho do hino "Bendito serei" de Nani Azevedo diz o seguinte:

"Se atentamente ouvir a Deus e os mandamentos seus obedecer,
O Senhor, meu Deus, me exaltará sobre todas as Nações onde eu passar,
Eu não correrei atrás de bênçãos;
Sei que elas vão me alcançar (...)”

Aí está o segredo: OBEDECER!

Deus sonda a intenção do nosso coração. Por isso, quando estava falando a respeito de se dar esmolas, Jesus disse: "Dai com a vossa mão direita, para que a vossa esquerda não veja o que faz a vossa direita" (Mt 6.1-2) Ele sabia que muitos fazem doações, ofertam com intenções de auto-promoção ou de requerimento diante de Deus de algo em troca.
O Dízimo não foi instituído em cima de moeda, de dinheiro; mas foi gerada no coração de todos aqueles que tinham um coração grato e amoroso para com Deus. Abraão foi dizimista antes mesmo que existisse moeda; antes mesmo que viesse a Lei, ele entregou o dízimo com o coração voluntário, e isto agradou a Deus (Gn 14.20).
Sigamos, pois, o exemplo do publicano, façamos o que é certo, não para sermos vistos pelos homens, mas para que o nosso Pai celestial seja por nós obedecido e glorificado.
Devemos entregar o Dízimo, não porque o pastor vai saber que eu o fizemos, nem para que os irmãos escutem o nosso nome sendo citado na lista dos dizimistas; não para que possamos ser chamados até à frente para recebermos uma oração especial, da qual os outros irmãos que não entregaram ficarão de fora; não para depois ficarmos exigindo algo de Deus e esquecendo que somos apenas servos dele e que ELE sim, é o Senhor da História. Portanto, a Verdadeira Religião busca cumprir o que Deus determinou sem ter que oferecer prosperidade ou o seu dinheiro de volta (o que não acontece).

* A verdadeira Religião, leva os seus membros a cumprirem com fidelidade o que Deus ordena na sua palavra a todo aquele que julga ser religioso:

1- Ser não apenas leitor e ouvinte, mas praticante da Palavra de Deus (Tg 1.21-25) Não adianta eu dizer que já li e reli a Bíblia toda por várias vezes, se eu não comi, se eu não absorvi, e se aquilo que eu li não se tornou parte de mim, como regra de fé e prática, se ela não fez ainda com que outras pessoas olhem pra mim e perguntem se sou Evangélico (sem que neste momento eu esteja necessariamente com a Bíblia debaixo do braço nem com roupas que me identifiquem como membro de determinada igreja) Deixando claro que não estou dizendo aqui que o crente não precisa andar bem vestido, de forma moderada, sem dar escândalos.

2- Refrear a sua língua (Tg 1.26)- Muitos tem falado coisas que não provém da Palavra de Deus (heresias) por falta da instrução adequada por parte da sua Igreja, que não tem base bíblica e tem gerado cristãos que não estão preparados a responder àqueles que perguntarem qual a razão da sua fé. Há também aqueles que se dizem cristãos, mas quando estão entre seus amigos e familiares utilizam um linguajar tão vulgar e tão torpe que escandalizam o Evangelho. Há ainda outros que saem por aí entregando falsas profecias, muitas delas que levam outros à queda espiritual, ou a murmurarem contra Deus acerca de coisas prometidas por homens, e não pela boca DELE e que não se cumpriram; esquecendo estes falsos profetas que prestarão conta diante de Deus por essas atitudes. Quero dizer aqui que creio na contemporaneidade dos dons espirituais, no entanto, devemos provar as profecias, como o Senhor nos instrui através do Apóstolo Paulo. O discernimento que Paulo nos orienta tanto a usar, tem sido desprezado por muitas igrejas, daí o por quê de tantos erros dos quais quem tem levado a culpa muitas vezes é o próprio Deus, por pessoas que não mantém comunhão com Deus, mas vive de lugar em lugar em busca de promessas de prosperidade. Mas se a Mensagem pregada no púlpito (A Profecia Principal de Deus) for de exortação pedindo para o povo se consertar com ELE; então não foi de Deus, o irmão que pregou não falou da parte de Deus, mas falou porque sabe alguma coisa da minha vida, ou porque alguém foi falar pra ele, etc.

3- Visitar os órfãos e as viúvas, fazer o bem; A verdadeira Religião procura realizar boas obras, porém entendendo que isto apenas evidenciará da vida eterna que já tem, garantida em Cristo Jesus através do Novo Nascimento; e não achando que fazendo tais coisas receberá a salvação, pois a Bíblia nos diz que a salvação é pela Graça e não por obras (Tt 3.5).
Devemos ter a consciência de que onde há boas obras, nem sempre há amor e fé envolvidos; mas que onde verdadeiramente existe amor, sempre haverá boas obras. Aquele que é nascido de Deus sempre terá, naturalmente no coração o desejo de servir com excelência a Deus e de servir também ao próximo.

Em suma, a única e verdadeira Religião se resume em:
TER PASSADO PELA EXPERIÊNCIA DO NOVO NASCIMENTO (Você tem certeza que já nasceu de novo?- João 3.7) E, COMO RESULTADO DESTE NOVO NASCIMENTO, LER E PRATICAR VERDADEIRAMENTE A PALAVRA DE DEUS; e ainda, valorizar o momento da reunião solene coletiva, não deixando de congregar, como é costume de muitos, como disse o autor aos Hebreus, no capítulo 10.25. Pois temos visto hoje o crescimento dos desigrejados, insatisfeitos com questões teológicas ou por questões pessoais, intrigas e dissensões. Que Deus olhe para mim e pra você e encontre verdadeiros adoradores que o adoram em espírito e em verdade, e que, em consequência disto, vivem a verdadeira religião.

Que Deus continue abençoando a sua Igreja invisível!


Nani Azevedo- Bendito Serei

3 comentários:

verdadeiroevangelho disse...

Fico muito feliz ao ler sobre isso que você escreveu. Estou escrevendo um livro que trata exatamente sobre isso. Continue nesse camiminho, pois poucos são aqueles que conseguiram e que conseguirão ter o entendimento que você tem a respeito daquilo que Deus realmente espera das pessoas.




Ramon - blog o verdadeiro Evangelho de Cristo

Ana Chagas disse...

Irmão Ramon, fico feliz em saber que aquilo que escrevo aqui tem relevância para os cristãos que buscam servir ao Senhor de maneira genuína. Parabéns pelo livro. Quando lançar, me avise, ok? Sugiro que leia também os artigos abaixo que seguem esta mesma linha de pensamento:

http://conectadonabiblia.blogspot.com/2010/04/deuteronomio-28-1-2-x-teologia-da.html

http://conectadonabiblia.blogspot.com/2010/04/reconhecendo-identidade-do-evangelho-de.html

Um abraço!

Anônimo disse...

O SENHOR VIU A NEFASTA HOMOLOGAÇÃO DE CASAMENTOS GAYS, E, COM ELA , O RECRUDESCIMENTO DA IMORALIDADE NO MUNDO: (JB.6.65) - POR CAUSA DISTO É QUE TENHO DITO: (SL.78.1)- ESCUTAI POVO MEU, A MINHA LEI, PRESTAI OUVIDOS AS PALAVRAS DA MINHA BOCA:
(NE.4.19) – Disse eu aos nobres, aos magistrados, e ao resto do povo: (DT.29.10) – Vós estais hoje perante o Senhor vosso Deus, os cabeças das vossas tribos, e vossos anciãos, todos os Homens de Israel: (LS.6.2/4) – Ouvi, pois, ó reis, e entendei, tomai a instrução ò Juízes de toda a terra, aplicai os ouvidos, vós, que governais os povos, e que gloriais de terdes debaixo de vós muitas nações; porque de Deus vos tem sido dado o poder, e do Altíssimo a força, o qual vos perguntará pelas vossas obras, e esquadrinhará os vossos pensamentos: (2CR.19.6) – Vede o que fazeis, porque não julgais da parte do homem, e sim, da parte do Senhor, e no julgardes Ele está convosco: (CL.3.17)– E tudo o que fizerdes, seja em palavra, seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus; dando por ele graças a Deus: (NM.32.23) – Porém, se não fizerdes assim, eis que pecastes contra o Senhor, e sabei que o vosso pecado vos há de achar:
(IS.1.10) – Ouvi a palavra do Senhor, vós, príncipes de Sodoma, prestai ouvidos à lei do nosso Deus, povo de Gomorra; (EC.28.7) – porque a corrupção e a morte estão a cair sobre aqueles que quebrantam os mandamentos do Senhor: (1CO.6.18) – Fugi da impureza: Aquele que pratica a imoralidade peca contra o próprio corpo: (EC.10.32) - Quem justificará ao que peca contra a sua alma? (LC.9.25) – Que aproveita o Homem ganhar o mundo inteiro e vier a perder a sua alma?(TG.4.1)–De onde procedem guerras e contendas que há entre vós? De onde, senão dos prazeres que militam na vossa carne? (MT.26.41) – Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o Espírito na verdade está pronto, mas a carne é fraca: (PV.15.3) – Os olhos do Senhor estão em todo lugar contemplando os maus e os bons: (LC.6.10) – E fitando todos ao redor, disse ao homem: (LV.18.22) – Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; é abominação: (1CO.6.9/10) – Ou não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: Nem impuros, nem idolatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas; nem ladrões, nem avarentos, nem bêbados, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de Deus: