domingo, 21 de junho de 2009

Mestre, que eu tenha vista
















Realidades acerca da cegueira espiritual do homem
Texto básico:Marcos 10.46-51b


  • No Jardim do Édem,antes da queda- O homem não tinha ainda os olhos abertos para o mal,isto é, para o pecado. (Gn 2.15-17; Gn 3. 6-8)
  • Ainda no jardim, depois da queda- Os seus olhos se abriram para a prática do pecado, e ficaram cegos em relação à luz de Deus e, consequentemente, afastados da comunhão com ELE (Rm 3.23).
  • Quem está cego erra o caminho- Em consequência do seu afastamento de Deus, agora, como cego, o homem não pode mais escolher o bem; apenas o mal. Assim caminha a humanidade, cega, nas mais terríveis trevas (Pv 14.12; Jo 3.18-19).
  • Deus providenciou a reconciliação do homem consigo e o decretou quando falou à serpente lá no Jardim do Édem. (Gn 3.15)O Plano Redentivo de Deus para o homem foi decretado naquele momento. E o diabo, sabendo que já está julgado e condenado, e sabendo também que pouco tempo lhe resta, tem agido com muita fúria e sutileza querendo levar a muitos consigo para o lago de fogo e enxofre.
  • A expulsão do Jardim do Édem não foi um castigo- Aquela atitude de Deus demonstrou o Seu cuidado para com o homem, não permitindo que ficassem ali e comessem da árvore da vida e vivessem eternamente nas trevas do pecado e sendo inimigos DELE.


Tendo estes conhecimentos prévios acerca da situação do homem e do objetivo do Diabo em relação a ele; façamos uma análise da história do cego Bartimeu, relacionando-a com o nosso contexto atual.


À beira do caminho (v.46)- O cego Bartimeu estava à beira do caminho, marginlizado. Quem sabe ninguém dava valor algum àquele pobre cego, que possuia apenas uma capa, que trazia consigo para abrigar-se do frio; porém, havia alguém que o atribuía muito valor, valor este que mesmo todo o ouro e a prata do mundo inteiro não poderiam pagar, e que se importou, e mandou que o trouxessem. Jesus efetuou em sua vida uma obra completa: física e espíritual.

Reconhecendo que precisa de Deus (v.47) - Bartimeu clamou.Todos mandavam ele se calar para que não incomodasse o mestre, porém ele sabia que somente em Jesus havia esperança para a sua vida. É necessário que todo homem caído e degenerado reconheça a sua miséria e justa condenação ao inferno por rebelião contra Deus e contra a sua santidade e reconhecer ainda que precisa ser curado da sua cegueira espiritual.
E somente através de uma intervenção de Deus, mediante a atuação do Espírito Santo, poderá acontecer a sua radical Regeneração- (Jo 8. 32 e 36).


Entendendo que pode ser a sua única ou última oportunidade de ter um encontro com o Mestre- - (v. 50). Bartimeu entendeu que aquela poderia ser a única vez em que o Senhor Jesus passaria por ali.Não podemos deixar passar a oportunidade no tempo que se chama HOJE de ter este encontro com Ele.

As pessoas estão vivendo sem se dar conta que no relógio de Deus o tempo da Graça está se findando. O cálice da ira do Senhor está prestes a transbordar por causa da total corrupção humana. No livro de Hebreus 9.27 nós lemos que ao homem está ordenado morrer uma só vez, vindo depois disso o Juízo de Deus sobre toda a humanidade. Eu não sei se estarei viva daqui a um segundo. Você sabe se estará? Eu tenho certeza de que, se eu for dormir e não mais abrir os meus olhos neste mundo, acordarei nos braços de Deus, no Seio de Abraão (Jo 5.24; Lc 16.22a). Você tem certeza de onde estará após a morte? Não estamos falando aqui de um ônibus que você perde de embarcar nele, mas que você sabe que virá o próximo, e o próximo. Estamos falando de um Único ônibus, de um Único caminho (I Tm 2.5), de talvez, quem sabe, uma última oportunidade, do último embarque para o céu. Jesus nos afirma que naquele grande dia muitos clamarão e ELE dirá: "Apartai-vos de mim, pois não vos conheço."(Mt 7.23 e 25.41). É durante a nossa única vida terrena que recebemos esta grande oportunidade, não mais após a morte.
4. Renunciando a tudo para seguir a Cristo- (v. 50)Bartimeu tinha uma capa que o protegia. Trazendo isto para a nossa realidade podemos dizer que todo mundo procura apoiar-se em algo que lhe transmita uma sensação de segurança e proteção; como era o caso da capa de Bartimeu. Digo isto fazendo uma ilustração com a capa que ele trazia junto a si. Como assim? Todos tem algo em sua vida a que dá um valor exagerado, atrás da qual tem se protegido, na qual tem confiança, na qual pensa que encontra satisfação, da qual não consegue abrir mão. Qual tem sido a sua capa? O que tem te aprisionado e te iludido, às vezes a capa dá sensação de proteção. Você tem recorrido a quê para se sentir seguro e confiante? Será que você tem tentado se proteger atrás da capa do alcoolismo? Será que tem buscado prazer atrás da capa das drogas entorpecentes? Será que você tem tentado se proteger atrás da capa da prostituição para sentir-se realizado e feliz?

Não sei qual tem sido a tua capa, mas tenho certeza de uma coisa: O vazio que existe dentro do homem é exatamente do tamanho de Deus, somente Ele pode preenchê-lo. É inútil essa busca de Paz e segurança em coisas que apenas te escravizam e te conduzem ao inferno. O que Deus quer fazer na tua vida vai muito além de preencher o vazio que há na tua alma: Ele mudará a tua vida para sempre.

Tomando a atitude de Bartimeu de lançar a capa fora para ir ao encontro de Jesus, fazemos agora uma ilustração para que compreendamos melhor qual deve ser a atitude do pecador ao sentir o chamado de Deus:

Bartimeu lançou de si aquela capa, e foi ao encontro de Jesus. Ele a largou tudo e foi em busca da verdadeira proteção e abrigo que está no Senhor Jesus Cristo. Jesus o curou daquela cegueira e ele pôde ver resplandecer a luz. E diz ainda a Palavra de Deus, que Bartimeu a partir daquele momento passou a seguir a Cristo (v. 51-52). Ele experimentou ali, não apenas a cura física, mas principalmente a cura espiritual, da cegueira que herdamos desde o Jardim do Édem.


Às vezes as pessoas vão até o Senhor apenas interessados em receber a cura física (nada contra buscar cura física, o que não sou a favor é de que as pessoas busquem a Deus apenas por uma necessidade momentânea e depois se afastem dele) mas é importante percebermos que o primeiro e maior interesse de Deus é curar a nossa alma e livrar-nos do inferno (Lc 19.10)
Que venhamos dar ouvidos à Palavra do Senhor. Dar ouvidos significa dar atenção, ouvir e por em prática aquilo que foi ouvido ou lido.

Se você está lendo esta mensagem, saiba: Deus providenciou este momento para falar contigo. Se o Espírito Santo de Deus entrou agora no teu coração, lance de si a sua "capa" e corra para os pés do Senhor, e receba dele a cura completa na sua vida, em Nome de Jesus.

sábado, 20 de junho de 2009

O desafio de ser Cristão

Já é sabido que ser cristão é sinônimo de renúncia, entrega, serviço e batalha espiritual (Mc 8.34) Porém, nunca foi tão desafiador para os cristãos o permancer no mundo sem ser contaminados por ele; o ser luz do mundo, sal da terra e influenciar o mundo sem que sejam influenciados por ele; pois a depravação do gênero humano nestes últimos dias é aterrorizante. Estamos vivendo tempos verdadeiramente difíceis; onde os valores estão radicalmente invertidos: O certo se tornou antiquado e preconceituoso e o errado é oferecido como padrão a ser seguido por aqueles que desejam ser felizes ou descolados; onde cada um é o seu próprio juiz e não deve jamais admitir que lhes digam o contrário.


Diante desta realidade, todo cristão é conclamado a defender a verdade da Palavra de Deus com todas as suas forças; a tempo e fora de tempo (II Tm 4.12); a evidenciar com o seu testemunho de vida cristã que, de fato, é santo (separado por Deus) a fim de proclamar as suas maravilhas (Mt 5.16).


Louvamos a Deus pela vida de muitos cristãos que têm buscado a presença de Deus com um coração sincero e contrito e tem recebido Graça através da ação do Espírito Santo e buscando vivier de acordo com a vontade de Deus expressa na sua Palavra. Porém, lamentamos o fato de que, alguns de nós, mesmo tendo conhecimento desta tão terrível situação em que o mundo se encontra e da urgência de levarmos a pregação do arrependimento e volta à Palavra, como evidência de um novo nascimento; temos negligenciado à nossa responsabilidade para com Deus e cruzado os nossos braços enquanto muitos estão indo a passos largos para o inferno.


O principal objetivo da nossa existência é VIVER PARA A GLÓRIA DE DEUS (Rm 6.10-11; I Co 10.31) e a grande tarefa que temos, através da qual também glorificamos ao Pai, além de buscar uma vida de santificação é atender ao IDE do Senhor. Infelizmente, há muitos cristãos embaraçados com o presente século e, consequentemente, enfraquecidos para testemunhar e para pregar o Evangelho com ousadia e intrepidez (II Tm 2.3-5) e por isso vão seguindo a vida com as suas mãos vazias diante de Deus.


Diante destas verdades, precisamos despertar do sono pois o nosso Senhor está às portas (Am 4.12b; Lc 18.8b)
Como eu e você nos apresentaremos diante DELE?

Poesia: A Paz que Jesus dá

"Deixo-vos a Paz. A minha Paz vos dou.
Não vo-la dou como o mundo a dá"_disse Jesus.
Mas o homem, desprezando este legado Santo,
quis firmar a Paz em convênio e em arma e fracassou.
A bomba de hidrogênio, bloqueios e sansões,
A Paz firmada no pranto dos órfãos e das mães,
Nada resolve, enquanto o mundo desprezar o que Cristo ensinou.
Só a fé santifica, só o amor constrói.
Mas o verdadeiro Santo e verdadeiro Herói
É Aquele que veio ao mundo nos trazer a Paz."

Autor desconhecido

quinta-feira, 18 de junho de 2009

A Palavra de Deus é...


...Bálsamo na dor;
Alívio no sofrimento;
Refrigério para a alma angustiada;
Água que lava e regenera a vida do homem;
Luz no caminho escuro;
Corda que tira o homem do abismo;
Resposta da razão da nossa existência;
Boca de Deus;
Vigor para o cansado;
Oásis em meio ao deserto;
Alicerce para a nossa fé;
Pão que alimenta os que tem fome de Deus;
O próprio "Verbo que que Era Deus, que estava com Deus desde o princípio; o Verbo que se fez carne e habitou entre nós cheio de Graça e de Verdade e vimos a sua glória- glória do Unigênito do Pai."(Jo 1.1,2 e 14)